DiversosInstitucionalPsicologia

Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson. Como podemos fazer acontecer?

Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson
Tempo de leitura: 2 minutos

E se você descobrisse que está com sintomas da Doença de Parkinson? 

 

O Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson foi estabelecido pela Organização Mundial de Saúde, em 1998, e busca melhorar a qualidade de vida do paciente e de seus cuidadores.

A Doença de Parkinson é caracterizada basicamente por tremor de repouso, tremor nas extremidades, instabilidade postural, rigidez de articulações e lentidão nos movimentos. Há também outros sintomas não motores, como a diminuição do olfato, distúrbios do sono, alteração do ritmo intestinal e depressão. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que aproximadamente 1% da população mundial com idade superior a 65 anos tem a doença. No Brasil, estima-se que 200 mil pessoas sofram com o problema. “Eu estava no escritório e senti o dedo da mão meio duro. Não estava conseguindo fechar o botão da calça direito. Tive quase todos os sintomas. Rigidez nas articulações, tremores e há alguns anos eu já conversava com a minha esposa que não estava mais sentindo o cheiro das coisas direito”, relata José Roberto, economista aposentado que teve o diagnóstico para doença de Parkinson. (Biblioteca Virtual em Saúde, Ministério da Saúde)

 

Ainda não existe cura para a doença, infelizmente, mas o tratamento psicológico e acompanhamento psicológico são um respiro para o paciente e os cuidadores. O tratamento a longo prazo mostra sinais de conforto para o quadro da doença.

O tratamento deve ser conduzido com compreensão, tolerância, cuidado e muita autoestima.

Vamos nos colocar no lugar dessa pessoa com Parkinson, quanto medo, depressão e ansiedade podem surgir e após o diagnóstico. 

É importante um trabalho multidisciplinar para o atendimento ao paciente, nos contextos físicos, afetivos, mentais e sociais.

O SUS – Sistema Único de Saúde – disponibiliza todos os medicamentos aos usuários diagnosticados com a Doença de Parkinson de forma gratuita.

Como uma comunidade que cuida da saúde mental, quais as alternativas para a melhora da qualidade de vida das pessoas com a Doença de Parkinson e seus cuidadores?

Tags:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Open chat
Olá 🤩

Quer saber mais sobre o PsicoManager?