Diversos

6 dicas que psicólogos devem seguir para uma boa palestra

Falar em público, para a maior par das pessoas, não é uma tarefa fácil, porém é incrivelmente importante na hora de passar uma ideia, explicar algum projeto, vender um serviço ou conseguir um investidor. Dar palestras é um grande diferencial por isso!

Qualquer psicólogo, seja no início da carreira ou já “maduro”, pode e deve utilizar palestras como forma de fornecer valor ao seu público e conquistar ainda mais clientes. Então, confira algumas dicas que separamos para você sobre fazer palestras incríveis e inesquecíveis.

1. Conheça seu público

É bastante importante que você saiba com quem irá falar, apesar de que nem sempre você terá essa oportunidade.

Além de lhe deixar mais a vontade, pode fazer ainda mais com que você adapte e formate sua palestra. Deixar ela mais técnica para um público mais especializado ou mais simples para um público mais leigo. O importante é que sua audiência se sinta à vontade. E, quanto mais a vontade eles tiverem, mais fácil você manterá o controle sobre eles, e mais conteúdo eles estarão abertos para aprender.

2. Escolhendo o tema

Escolher o tema do que você quer palestrar, talvez seja uma das tarefas mais difíceis. O problema pode ser que você ache que não tem nada de interessante para ser falado. E isso não é verdade. Sempre existirá pessoas mais experientes que você em alguns eventos, assim como também existirá pessoas que estão começando e que são menos experientes. Por isso, mesmo que julgue seu tema como básico ou simples, ele pode ser avançado e interessante o bastante para essas pessoas.

Além disso, mesmo que seja um assunto que já foi desgastado, você pode dar uma nova perspectiva sobre o assunto falado. Basta não girar em torno do que sempre é dito pelas pessoas.

Aqui vai algumas dicas:

– Falando sobre algo que você domina: caso seja sua primeira palestra, escolher um assunto que você domina é uma ótima escolha. Isso, porque, você poderá se dedicar em aprender como palestrar melhor, já que do assunto você entende.

– Falando sobre algo que você tem interesse: dar palestras sobre assuntos que você possui interesse, é uma excelente maneira de aprofundar e aprender mais sobre ele. É bom que você faça isso quando já tiver certa experiência em dar palestras, já que você terá que aprender mais sobre o que falar.

– Falando sobre algo que é popular: é uma excelente forma de garantir que sua palestra seja aceita em eventos. Por exemplo, no mês de outubro muito se fala de Outubro Rosa, então você pode escolher assuntos para abordar sobre esse tema, por ser algo muito falado no momento.

3.  Planeje com mindmaps

A pior coisa é chegar em frente a uma plateia que está assistindo a sua apresentação, e a todo momento você fica olhando para baixo procurando anotações que te façam seguir a palestra. Sua palestra deve ser uma conversa com conteúdo, por isso, planeje antes o que será falado e trabalhe com métodos que te ajudem a memorizar.

Com isso, você pode adotar o conceito dos mindmaps, que são criativos e altamente eficazes, pois, como o próprio nome diz, ele mapeia suas ideias.

A estrutura organizacional parte da ideia principal, localizada no centro do mapa, e utiliza linhas, cores, símbolos e imagens de acordo com determinado assunto. Tudo isso para organizar as informações de maneira mais memorável, facilitando o processo de visualização.

Um dos sites mais procurados, para montar mapas mentais é o Coggle, que tem vários diagramas e permite compartilhar seu modelo com outras pessoas. Há também softwares gratuitos como o MindMup.

4. Como agir quando chegar a hora

Depois de muita preparação, estudos e organização de ideias, é hora de colocar em prática.

– Introdução: comece sua palestra se apresentando e dizendo o motivo pelo qual você escolheu falar sobre aquele assunto. Também é bom fazer um resumo do que será abordado durante a palestra, para o seu espectador saber o que vem pela frente e já criar expectativa.

– Mantenha a atenção do público: existem técnicas que ajudam na hora de entreter o seu público, como frases que chamam a atenção, por exemplo, “O que vou dizer agora é importante” e “Você não pode ir embora dessa palestra sem saber disso”. Esse tipo de frase chama a atenção do seu público. Tire eventuais dúvidas e destaque alguns comentários, o que incentiva a participação de mais pessoas.

– Encerramento: antes de encerrar sua apresentação, dedique alguns minutos que ainda tenha para recapitular o conteúdo dado de maneira rápida. Encerre deixando seus meios de contato e fazendo uma ponte entre seu trabalho e o conteúdo abordado.

5. Utilize palestras online

A palestra online deve seguir os mesmos princípios que a presencial: deve acontecer em tempo real para que os interessados acessem a plataforma no dia e hora previamente informados. Por isso, comece a divulgação com pelo menos duas semanas de antecedência para que sua audiência se prepare.

Escolha plataformas que atendam o seu público. Há quem prefira o Facebook ou Youtube, e não se esqueça das transmissões online pelo Instagram, que está ganhando cada vez mais peso. Outros preferem usar plataformas de EAD que já são focadas nesse tipo de conteúdo e formato.

O importante é entender os gostos do seu público alvo, para se decidir como irá se conectar com eles. Se achar que for necessário, faça com que seu público decida através de enquetes. Dessa forma você estará gerando engajamento e atraindo atenção para sua palestra.

Como conseguir um melhor engajamento no Instagram

6. Como driblar a ansiedade?

As vezes, dominar o tema da apresentação, não é o suficiente para conter o nervosismo. Porém, a boa notícia é que alguns truques podem ajudar a você, ansioso, a manter o controle e evitar o temido “branco” diante o público.

– Ande pelo local da apresentação: conhecer o ambiente é uma das formas para controlar a ansiedade. Confira os equipamentos eletrônicos envolvidos na apresentação, como microfone, luzes, projetor e também a organização dos lugares da plateia.

– Conheça os ouvintes: conversar com algumas pessoas da plateia antes da apresentação, aproxima o palestrante de seus ouvintes. A conversa rápida com alguns membros da plateia ajuda a relaxar o orador, pois ameniza a imagem distante e assustadora do público que o espera.

– Ouça as apresentações anteriores: a apresentação anterior (caso tenha mais palestrantes além de você), dá uma prévia do humor e receptividade dos ouvintes. De acordo com a reação do público, é possível fazer pequenas alterações em um ou outro trecho do discurso.

– Respire fundo repetidas vezes: no últimos momentos antes de falar em público, respirar profundamente também ameniza os efeitos da ansiedade, pois, como vocês já devem saber, aumenta a oxigenação no sangue e inibe a liberação de adrenalina.

– Pratique o primeiro minuto de discurso: ensaie mentalmente as primeiras falas da apresentação. Ter a abertura do discurso na ponta da língua reduz a ansiedade e permite que o palestrante olhe diretamente para o público em vez de checar anotações ou slides, por exemplo. Isso cria uma primeira impressão de segurança e autoconfiança.

– Movimente-se: caminhe, abaixe, alongue. O movimento alivia o estresse e oxigena o cérebro.

Palestras são um ótimo meio de se conectar com possíveis clientes ou pessoas que estejam interessadas no seu serviço, por isso é uma ótima opção a ser considerada quando o assunto é atrair novas pessoas para o seu consultório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *