DicasDiversosMarketing

Conheça 8 técnicas para usar de forma estratégica o E-mail Marketing

Tempo de leitura: 4 minutos

 

Com certeza, você já deve estar acostumado a receber diariamente e-mails de diversos lugares sobre inúmeros temas, trazendo anúncios, divulgando serviços e promoções. Na maioria das vezes, esses e-mails passam batido pelo leitor, mas quando o assunto interessa para a pessoa, ela reserva um tempo do seu dia para ler com mais calma e atenção. Não é mesmo?! Pois então, você sabia que a ferramenta de e-mail marketing pode ser um recurso prático e eficiente para o crescimento do seu trabalho na clínica de Psicologia e prospecção de novos clientes?

Mesmo que as pessoas estejam cada vez mais seletivas quanto ao conteúdo que recebem, justamente porque o mundo está mais digital e a enxurrada de informações vêm de todos os lados. Entretanto, quando o assunto do e-mail é interessante e chama a sua atenção, você não deixa de dar aquela olhadinha, não é?! 

Então, essa “categoria” de e-mail é chamada de e-mail marketing. Ou seja, é uma publicidade informativa que utiliza o e-mail eletrônico como ferramenta de marketing para o seu negócio. Além de possibilitar a análise do retorno gerado por meio de relatórios e gráficos, esse recurso ainda otimiza o trabalho de psicólogos(as) de qualquer especialidade. Veja como: 

1. Proporcionar conteúdo gratuito para o seu público-alvo 

O fato do e-mail marketing ser gratuito e oferecê-lo ao seu público-alvo faz com que você construa uma estratégia muito forte que gera o gatilho da reciprocidade, fazendo com que os seus pacientes e futuros clientes transitem no ciclo de procura/compra. Esse é o resultado de quando uma pessoa recebe algo gratuito, pois além dela conhecer melhor o seu trabalho, ela tende a se lembrar dele quando houver necessidade. 

Ou seja, mesmo que essa pessoa não seja um potencial paciente seu, ela conheceu o seu conteúdo, trabalho e serviços, logo ela pode te indicar para outra pessoa ou quando ela mesma precisar de terapia, há muito mais chances dela lembrar de você. E, quando você produz conteúdos de qualidade e torna acessível para seu público, você é automaticamente reconhecido como autoridade em seu nicho por essas pessoas. 

Defina seu público-alvo com estas 3 dicas

2. Envio de conteúdos por e-mail 

Sim, essa estratégia de e-mail marketing para abastecer e psicoeducar seus clientes é uma forma prática e certeira para atingi-los. E, para isso, você vai precisar de três coisas bem importantes: o conteúdo, uma lista de e-mails e uma plataforma adequada para envio desses e-mails.

3. Produzir conteúdo com qualidade e relevância 

É imprescindível que o conteúdo que você vai oferecer aos seus pacientes tenha qualidade e relevância. Por isso, no seu e-mail você pode divulgar esses conteúdos que estão em uma outra plataforma sua, como um artigo do seu blog, treinamentos online, vídeos do seu canal no Youtube, lives do Instagram ou até mesmo eventos digitais programados no Facebook. 

Planejamento de marketing para psicólogos

4. Ter uma lista de e-mails ativos 

Pense que será um trabalho de “formiguinha”, mas essencial para trazer bons resultados e atingir quem você quer mesmo. Então, o ideal é elaborar a sua própria lista de e-mails por meio de conteúdos de qualidade. 

Aliás, você já deve ter visto empresas e profissionais disponibilizando apostilas ou e-Books gratuitos, não é mesmo?! E, ao tentar baixar um desses arquivos, geralmente é preciso fornecer um e-mail para receber esse documento. Então é nesse momento que você acabou de “entregar” o seu contato para aquela pessoa ou empresa.  

E essa é uma das melhores estratégias para conseguir contatos e construir uma lista de e-mail. Evite buscar/comprar listas prontas na internet, justamente porque haverá pessoas incluídas ali que não terão interesse em receber os seus conteúdos. 

5. Ferramenta para envio do e-mail marketing 

Para envio do e-mail marketing, você vai precisar de uma ferramenta que possibilite o envio de e-mails personalizados em um só clique e ainda consiga obter as suas métricas. Sendo assim, você poderá entender quais e-mails funcionam melhor para o seu público. Uma das ferramentas gratuitas é o MailChimp.

6. Objetivo e simples 

conheça seu público-alvo

É assim que deve ser o conteúdo do seu e-mail marketing: objetivo e simples. O ideal é que o material tenha uma leitura curta, de poucos minutos, e que mantenha o leitor interessado no seu conteúdo.

7. Tenha uma periodicidade constante 

Para que os seus pacientes e futuros clientes criem o hábito de acompanhar os seus conteúdos é fundamental ter uma periodicidade constante de envios de e-mail marketing. Ou seja, isso vai acostumá-los a ler o material enviado e esperar por eles,  e até mesmo indicar e compartilhar com amigos e familiares. A dica é que tenha uma frequência semanal ou quinzenal. Assim você não cansa o seu público com muito conteúdo e também não o deixa esquecer! 

8. Direcionar para engajar 

Outra estratégia ótima ao usar o e-mail marketing é direcionar o conteúdo que você compartilha para outros canais de comunicação que você possui. Isso porque os seus pacientes e clientes vão encontrar os seus serviços em outras plataformas e assim conhecer mais do seu trabalho e, consequentemente, engajar mais. 

Agora você já sabe o que é e como funciona o e-mail marketing, e como trazê-lo para o seu planejamento de comunicação da sua clínica/consultório. Para esse e outros conteúdos que envolvem e otimizam o universo da Psicologia, continue nos acompanhando por aqui e nossas redes sociais Facebook, Instagram e LinkedIn

Até a próxima!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Open chat
Olá 🤩

Quer saber mais sobre o PsicoManager?