DiversosMarketing

5 dicas para um psicólogo criar um blog

Você procura por estratégias que possam atrair mais clientes para sua clínica? Utilizar blogs para divulgar seu trabalho e melhorar sua reputação pode ser um grande diferencial. Criar conteúdos de qualidade  pode ajudar você a aumentar ainda mais a confiança de potenciais clientes sobre o seu serviço.

Além disso, a produção de conteúdo para divulgar marcas e serviços está em crescimento, porém os profissionais precisam tomar alguns cuidados. Se o conteúdo for mal feito, o resultado pode ser o inverso do desejado. Por isso, vamos dar dicas fundamentais para você começar hoje o seu blog.

1. Qual a relação entre ter um blog e atrair clientes?

Atualmente não tem como pensar em marketing sem lembrar das redes sociais. Afinal, um pré-requisito para clínicas que buscam visibilidade na internet, é atuar nas principais redes sociais como Facebook e Instagram, podendo variar para outras redes sociais dependendo das necessidades e interesses dos seus clientes.

A área da saúde é um ramo que vem crescendo cada vez mais dentro da internet, já que a grande maioria das pessoas utilizam a rede para sanar dúvidas sobre algum sintoma ou doença.

Claro que,  nenhuma informação obtida nas redes sociais irão substituir um acompanhamento com um profissional, mas poderá esclarecer algumas dúvidas para quem se encontra aflito sobre alguma condição, além de sugerir um local onde a pessoa possa procurar ajuda.

Por isso, um blog feito por um psicólogo, além de informar as pessoas sobre os inúmeros assuntos sobre saúde mental, faz uma ponte para que que apareça futuros clientes. Ou seja, é interessante que o blog traga informações importantes como: instituição ou espaço que você atenda e serviços oferecidos.

Ou seja, o blog funcionará como um cartão de visita virtual, pois nele irá conter artigos que sejam interessantes, endereço de atendimento, formação, entre outros.

2. Monte sua estratégia

Você precisa ter claramente qual seu objetivo com o blog, qual público quer atingir, com qual frequência será produzido o conteúdo, quais assuntos irá tratar e como isso trará retorno.

O objetivo da construção de um blog é atrair clientes. Para isso, é necessário que você, psicólogo, crie conteúdos relacionados com sua especialidade, e que seja informativo e útil para seus clientes. Antes de iniciar o blog, é necessário que você faça o planejamento de pautas, o que irá escrever e também levar em conta a sazonalidade. Por exemplo, em outubro fazer posts relacionados a autoestima feminina por conta do outubro rosa. O planejamento é fundamental para ter a certeza de que é capaz de manter o blog, sem abandoná-lo depois.

3. Cuidados com edição e linguagem

É necessário escrever em uma linguagem para leigos, pense que nem todos que estarão lendo seu conteúdo serão psicólogos. Além da linguagem simples, é preciso cuidado para não escrever textos muito longos. Utilizar recursos como subtítulos, destaques, links e imagens torna seu texto mais “leve” e agradável de ler. Evite imagens com baixa qualidade e fontes muito extravagantes.

Caso você tenha dificuldade em redigir textos, poderá optar pela criação de vídeos, mas é fundamental que o vídeo  tenha qualidade de edição e qualidade de imagem para ter maior credibilidade. Outra alternativa é contratar um profissional para escrever suas publicações, porém com sua supervisão para que não tenha nenhuma informação errada.

4. Cuidados com as normas da CFP

Segundo o Conselho Federal de Psicologia (CFP), não há proibição quanto a divulgação em redes sociais como Blogs, Facebook e Instagram, o profissional tem apenas que ter atenção nos seguintes pontos:

  • O psicólogo não deve utilizar o preço dos seus serviços como forma de propaganda;
  • Não deve participar de atividades unicamente como forma de autopromoção;
  • O psicólogo não deve propor técnicas que não estejam regulamentadas no CFP;
  • Em quaisquer comunicações, sites e anúncios, é preciso estar escrito o nome e número de inscrição do psicólogo responsável.

Para saber mais, acesse as resoluções do conselho e do código de Ética do Psicólogo clique aqui.

Vale ressaltar que o seu papel não é oferecer cura imediata, ou até mesmo dizer em quanto tempo o cliente encontrará a solução para seus problemas. O seu foco será de informar, aconselhar e fazer com que o cliente se sinta inclinado a buscar por ajuda.

5. Estude seus colegas de profissão

Essa é uma dica bacana e poderá gerar ideias para o seu blog. Avalie todos os conteúdos de seus principais colegas de  profissão e faça um mapeamento de todos os posts com o que você já possui para gerar uma avaliação crítica em comparação com seu conteúdo ao conteúdo deles. Com isso, você irá analisar se seus conteúdos são adequados ou se terá que melhorar mais.

Com todas essas informações, é hora de colocar em prática. Não é vergonha caso precise de um profissional de marketing para esse primeiro momento. Com o blog pronto, é hora de produzir seu conteúdo. Caso tenha alguma dúvida, podem contar com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *