Blog PsicoManager

Falando de Psicologia com Tecnologia

9 dicas que todo psicólogo clínico deveria seguir ( Proteção de dados )

9 dicas que todo psicólogo clínico deveria seguir ( Proteção de dados )

Hoje em dia é muito comum entretermos filhos/crianças com nossos aparelhos eletrônicos. Não sabemos ou ignoramos o quão vulneráveis ficamos quando agimos dessa forma, pois nossos dados, acessos, contas, aplicativos ficam expostos a qualquer tipo de ataque cibernético, por isso fique atento com as 9 dicas que todo psicólogo clínico deveria seguir.

São com esses aparelhos que trabalhamos todos os dias e que necessitam de um ambiente seguro e íntegro. Quando os aparelhos são entregues as nossas doces crianças logo vem aquela perguntinha “-Mamãe/Papai, liga a internet para mim? -Posso baixar joguinho?” ou afirmação “-Mamãe/Papai, baixei um tanto de joguinho legal.” ou as vezes nem somos alertados/avisados!

Daí eu te pergunto: “-Você verifica quais jogos foram baixados? -Quais sites foram acessados? -Se mexeram em algum aplicativo? -Se possui um antivírus no seu aparelho? -Utiliza com frequência esse aparelho para trabalhar?”

Se a resposta para uma dessas perguntas for Não, é melhor se prevenir e conferir algumas dicas que você psicólogo clínico deveria seguir:

1- Procure sempre ter um bom antivírus instalado e atualizado em seus aparelhos. Faça rotinas de verificação periodicamente.

2- Nunca divulgue suas senhas ou que sejam fáceis de descobrir, como por exemplo: placa de carro, data de aniversário, sobrenome, apelido, etc. De preferência use senhas mais complicadas e diferentes para cada aplicação que usar.

3- Não abra e-mails desconhecidos/duvidosos ou que agucem sua curiosidade. Com certeza são falsos e maliciosos. Nem pense em baixar arquivos/anexos desses e-mails!

4- Tenha como hábito realizar o logoff/logout (sair) de todo e qualquer sistema.

5- Não compartilhe informações sigilosas ou comprometedoras.

6- Tome cuidado ao enviar seus aparelhos para manutenção e ter surpresas desagradáveis com funcionários/empresas antiprofissionais.

7- Não acesse sites de conteúdos duvidosos.

8- Utilize uma ferramenta online de gestão de dados que garanta itens básicos de segurança, como: protocolo seguro e dados criptografados.

9- Nunca utilize rede pública para acessar seus dados sigilosos. Busque redes wi-fi seguras, por exemplo: da sua casa, consultório, 3G/4G.

Todos essas informações são de suma importância não é mesmo? Aproveite e veja uma de nossas recentes postagens sobre segurança e fique ainda mais por dentro desse assunto!

Como manter a segurança de dados dos pacientes de sua clínica de psicologia?

postagem-3.1

Ao se pensar em psicologia a primeira coisa que se vem a cabeça é o cuidado com a segurança de dados dos pacientes, e esse cuidado se torna ainda maior quando se estende aos dados e informações que lhe são confiadas. As informações precisam ser muito bem arquivadas.

Em teoria tudo se torna bem simples de ser compreendido e realizado, entretanto percebe-se que não é assim tão simples. Qual é a maneira correta e segura de armazenar esses dados? O CFP tem regulamentação para isso? Qual opção é melhor? Arquivos físicos, sistema local ou em nuvem?

Arquivos físicos e um sistema local fazem seu papel, mas um sistema em Nuvem traz mais benefícios e eficácia quando se trata de segurança e praticidade.

Arquivar documentos em papel e em enormes arquivos demanda uma grande organização e um tempo precioso para alimentar informações e arquivar essas informações, sem contar os custos e aos inúmeros riscos que suas informações estão expostas como acidentes com líquidos ,incêndios e roubos. Já em um sistema nas nuvens as informações ficam armazenadas em servidor com padrões rigorosos de segurança.

Quais medidas podem ser tomadas para ter a segurança de dados dos pacientes?

  • Foco:  A equipe responsável pelo desenvolvimento do sistema precisa ter como alicerce a segurança. Uma equipe capaz de seguir protocolos de segurança e preocupada com segurança é uma garantia de tranquilidade.
  • HTTPS, ou Certificado SSL: O certificado digital é uma forma de codificar os dados que são transmitidos entre você e seu servidor. Esse processo consiste em criptografar os dados de maneira que somente o usuário consiga utilizar o serviço ou o acesso ao seus dados.
  • Criptografia de dados: Essa técnica consiste em transformar a mensagem enviada ou o arquivo, em uma forma impossível de se compreender a outras pessoas que não sejam o destinatário da mensagem ou o proprietário do conteúdo. Com isso, apenas com a chave correta ( usuário e senha ) se pode ter acesso a essas informações.
  • Acompanhamento: O sistema deve conter um acompanhamento frequente das tentativas de acesso maliciosos. Um sistema que monitore tentativas frequentes invasões não permitira que os dados sejam violados.

Além disso existe formas de você mesmo se proteger e manter a salvo todos os seus dados fazendo uso de senhas fortes, evitar a utilização de redes publicas e ter o hábito de fazer backup de seus dados regularmente.

 

Aproveite veja nosso post sobre como se beneficiar de um sistema para psicólogos.

postagem-3.1(-CALL-TO-ACTION-)