Dicas

5 dicas infalíveis de cores para seu consultório de psicologia

Tempo de leitura: 4 minutos

 

Você sabia que é necessário pensar antecipadamente nas cores para a decoração do seu consultório? Nosso cérebro não assimila apenas a pigmentação das cores, pois elas nos afetem psicologicamente, causando diferentes sensações.

Podemos sentir calor, excitação e energia quando nos deparamos com cores quentes. Já com as cores frias, podemos ter a sensação de calma, tranquilidade e serenidade.

Viu como é importante saber qual cor aplicar no seu consultório? Por isso, preparamos esse post em parceria com as Arquitetas Online, para entender um pouco mais sobre as cores na hora de montar sua decoração.

Para saber mais sobre o serviço das Arquitetas Online, acesse o site delas clicando aqui.

1. As cores e nossa percepção

As cores, conforme falamos no inicio do artigo, podem estimular nossa percepção visual e carregam uma série de estímulos e significados. Abaixo, mostraremos a você algumas cores e percepções gerais, positivas ou não.

Resultado de imagem para cor fria e quente

2. Escolha uma paleta de cores

Para definir as cores que você vai utilizar na decoração do seu consultório, siga uma paleta de cores. A paleta de cores é um conjunto de cores pré selecionadas, que serão utilizadas em harmonia para passar uma ideia, sentimento, sensação ou identidade visual. Por exemplo, amarelo e vermelho nos lembra a rede mais famosa de fast food, McDonalds.

Você precisará escolher as cores de modo que elas sejam equilibradas, harmoniosas e que além disso, reflita não só o seu próprio estilo, mas que “converse” com o seu público, com o tipo de atendimento que você faz no seu consultório.

Leve em consideração que, escolher muitas cores para a decoração pode ser difícil de administrar, e pode deixar o ambiente muito “agitado”. Porém, também tenha cuidado com a ausência delas, pois seu ambiente pode trazer um ar de apático e desinteressante.

3. Cuidado para não ser neutro demais

É bastante comum nos depararmos com uma sala toda na cor bege. Ok, bege é uma cor neutra! Porém, qual o impacto que uma sala completamente monobloco, com uma cor bege de “tanto faz”, causará em uma pessoa que está indo buscar ajuda, transformação e/ou mudança na sua vida?

Foto retirada do shutterstock

Não estamos falando que é preciso pintar uma parede inteira de amarelo, laranja ou vermelho para deixar o ambiente alegre. Mas, você pode investir em pequenos pontos da decoração para ter efeito desejado, misturando cores quentes e frias nos detalhes.

Até porque, o uso excessivo de cores quentes, poderá provocar uma excitação/confusão no paciente, que muitas vezes não é o desejado para o atendimento, não é mesmo?

4. Mude sem precisar de obra e sujeira

Foto retirada do shutterstock

Caso você não queira pintar o seu consultório, e consequentemente mexer com obras, você poderá optar por papéis de parede, capas de almofada e um tapete confortável. Isso já será suficiente para brincar com cores e texturas no seu espaço.

E o melhor, você pode mudar a cara do seu consultório com mais facilidade, e sem gastar muito já que as cores estarão aplicadas nos detalhes!

5. Identidade visual

Além de todos esses pontos que trouxemos para você, é importante não esquecer que sua identidade visual faz parte do seu negócio, e você pode utilizar as suas cores na decoração do consultório como ponto de partida. Isso é importante, pois sua identidade precisa estar atrelada ao seu objetivo, e consequentemente, a sua clínica.

Aliás, aqui vai uma pergunta: as cores que você usa na sua logo, transmite o profissional que você é?

 

Quer saber mais dicas sobre decoração, cores e até iluminação? Siga o Instagram @arquitetasonline para mais dicas.

 

 

 

Arquitetas Dieiny Kipper e Lízia Witzel

Sócias Fundadoras da Empresa Arquitetas Online

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *