Diversos

Dicas para um bom relacionamento com seu cliente

Para você, o que é um bom relacionamento com seu cliente? Há quem diga que ele se dá pela harmonia, respeito, comunicação e reciprocidade. Mas, o que podemos lhe dizer é: ter um bom relacionamento é o que irá garantir seu sucesso. É ele que garantirá para sua empresa uma melhor imagem do seu trabalho e também possíveis clientes promotores, ou seja, aqueles clientes que indicam seu serviços para amigos e familiares.

Hoje, apresentaremos a você dicas para manter um bom relacionamento e melhorar ainda mais a relação com seus clientes.

1. Estabeleça confiança

Todo tipo de relação, para que seja saudável, seja com um cliente ou não, precisa estar fundamentada no diálogo. Quando há confiança, a pessoa atendida se sente mais a vontade e tem uma experiência positiva sobre seu atendimento. Mas, como construir essa relação com seu cliente?

  • Demonstre para seu cliente que ele é importante, que está o acompanhando de perto em qualquer situação, mesmo que não seja no dia do seu atendimento;
  • Tenha uma escuta ativa, não interrompa quando ele estiver falando, predisposto a não fazer nenhum julgamento final;
  • Tenha empatia e se mostre receptivo. Se colocar no lugar do outro é indispensável na hora de prestar ajuda. É preciso enxergar o mundo com os olhos do seu cliente, mesmo que não seja compartilhado do mesmo sentimento ou posição.
  • Deve-se tomar cuidado na hora de comunicar com seu cliente, pois muitas vezes pode ser dito algo que pareça incoerente com suas expressões ou gestos. Ter coerência com a linguagem verbal é fundamental na relação entre terapeuta e paciente, pois sem ela não é possível criar um “clima” de colaboração e confiança.

Já abordamos aqui no blog a importância do Rapport na psicologia, que trata sobre estabelecer a confiança com seu cliente na base de diálogo e gestos. Para acessar, clique aqui. 

2. Deixe claro o papel da terapia

No geral, a primeira sessão de terapia é utilizada para fazer o contrato terapêutico. Nela você conhece as motivações do seu cliente e dá informações básicas como, frequências das sessões e preços.

Além dessas informações, é momento de passar segurança para seu cliente. Explique que sua sala de atendimento é um ambiente onde ela pode se sentir livre a vontade. Deixe claro também que seu papel nunca será o de julgar, e sim de escutar e orientar da melhor forma sobre suas atitudes e falas.

É muito importante ressaltar para seu cliente que sua função como Psicólogo não é de trazer verdades absolutas sobre a vida dele ou determinar o que ele deve fazer. Isso ajudará a diminuir a ansiedade do seu cliente, gerando expectativas mais reais sobre o papel da terapia.

3. Respeite as necessidades do seu cliente

Cada paciente irá chegar em sua clínica com expectativas e necessidades diferentes. Alguns estarão mais abertos desde o começo, já outros irão demorar mais para se abrirem sobre certos assuntos com você, isso porque nenhuma pessoa é igual a outra e algumas irão demorar mais tempo que as outras para pegar confiança em você e em seu trabalho.

Se você repara que seu cliente necessita de explicações sobre a sua forma de conduzir a terapia, assim como sua abordagem, dê isso a ele. Algumas pessoas necessitam de mais escuta , enquanto outras se sentem a vontade com intervenções frequentes durante a sessão. Porém, algumas pessoas podem se mostrar calados ou fechados durante suas intervenções, se isso acontecer não se sinta mal. Responda as possíveis dúvidas dele e procure deixá-lo a vontade.

Seguir a relação terapeuta-paciente é uma tarefa difícil, ainda mais quando o terapeuta é recém formado, pois alguns clientes podem se sentir inseguros sobre seu trabalho. Porém, não desanime, com nossas dicas você estará preparado(a) para qualquer desafio.

E ai, gostou? Deixe para gente o seu comentário, com ele que nós conseguimos continuar produzindo conteúdos incríveis especialmente para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *